Trabalhadoras de São Francisco do Conde recebem certificados de curso de cabeleireira

“O Qualifica Bahia é uma porta que se abre pra gente que está desempregada”, afirma Flávia dos Santos, uma das 20 trabalhadoras de São Francisco do Conde que receberam, na manhã desta sexta-feira (2), os certificados de conclusão do curso de cabeleireira, oferecido pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). Aos 30 anos e mãe de três filhos, ela acredita que a formação vai melhorar a renda da sua família.

“O dinheiro que entra em casa é dos cabelos que faço em domicílio. Eu já trabalhava na área, mas não tinha o nível de conhecimento que ganhei aqui. Agora, o pessoal está me procurando bastante porque já me viu participando das oficinas práticas do curso. No mundo que a gente vive, na crise que a gente está enfrentando, esse pouquinho que chega faz toda a diferença”, destacou Flávia.

O curso, oferecido por meio do Programa Qualifica Bahia, teve carga horária de 200 horas. A primeira etapa incluiu a retomada de conceitos da educação básica e aulas sobre temas como direitos humanos, informática e prevenção de acidentes de trabalho. Na segunda parte, as alunas foram preparadas para desenvolver as habilidades necessárias para o exercício da profissão, com atividades teóricas e práticas sobre corte, colorimetria, química, tratamento e escova. A formação foi executada pela Associação Educacional Sons do Silêncio (Aesos).

Presente na solenidade de certificação, a secretária do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana, compartilhou experiências de outras mulheres que conquistaram melhores condições de vida após participarem das atividades de qualificação oferecidos pela secretaria. Além disso, anunciou mudanças na ementa do curso, com a inclusão de aulas sobre cuidados com o cabelo afro para as próximas turmas.

Por fim, Olívia ressaltou a importância de oferecer alternativas para juventude, principalmente no atual cenário de crise econômica. “Espero que esse curso faça a diferença na vida de vocês. Quem está a fim de ser cabeleireira tem o desafio de continuar se qualificando na área para se tornar uma profissional ainda melhor. Quem não deseja seguir na profissão, faça disso um quebra galho e vá a luta para alcançar seus objetivos”, finalizou a secretária.

Qualifica Bahia

O programa é voltado à formação social e profissional de trabalhadores e trabalhadoras na Bahia e tem como um dos princípios a integração com as demais ações do Sistema Público de Emprego, Trabalho e Renda – intermediação para o trabalho, seguro-desemprego, documentação trabalhista e orientação profissional. Até o mês de julho, o programa vai certificar 440 pessoas de 19 municípios baianos nas áreas de cabeleireiro, operador de supermercado, podologia, introdução à fotografia, corte e costura, pintura automotiva, recepcionista, técnicas de vendas, culinária, informática avançada, eletricista, estamparia de tecidos e informática básica.

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp.
Compartilhar