Setor de tecnologia tem 50 mil vagas de emprego e não encontra profissionais

Até pouco tempo atrás, o único contato que a Giselle tinha com tecnologia era através do seu smartphone; e nada além do que a maioria de nós já aprendeu: usar os aplicativos mais populares para simplesmente não ficar “de fora” e desconectado do mundo.

Formada em secretariado, voluntariamente ela se tornou interprete de deficientes auditivos – uma realização pessoal que virou paixão. Mais recentemente, por livre e espontânea pressão do marido, um fanático por tecnologia, ela resolveu se arriscar. A Giselle se inscreveu em um curto intensivo de oito semanas para aprender tudo que há de mais novo no mundo da tecnologia.

A ideia de acelerar o aprendizado em tecnologia é de uma startup brasileira. Um ambiente imersivo e prático é oferecido aos alunos durante oito semanas com oito horas de aula de segunda a sexta. E eles aprendem de tudo um pouco: Inteligência Artifical, Internet das Coisas, desenvolvimento de aplicativos e muito mais.

Apesar dessa era turbulenta na nossa economia, o mercado de TI continua a todo vapor. Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, o setor emprega hoje 1 milhão e 300 mil pessoas no país. E 50 mil vagas de trabalho continuam de portas abertas a espera de um profissional qualificado.

O Eric sempre foi ligado em tecnologia. Está cursando uma faculdade de Ciência da Computação, mas viu no curso uma chance de se destacar no mercado.

Se quem já é de TI dá seus pulos para abraçar as melhores oportunidades, muita gente com outro tipo de formação, mesmo que não tenha nada a ver com bits e bytes, está migrando para o mercado de tecnologia; seja pela chance mudar de vida ou simplesmente para aprender criar soluções e aplicações interessantes na sua própria área. Na primeira turma desse curso intensivo, mais da metade dos alunos não tinha qualquer conhecimento sobre tecnologia; a Giselle era uma, por exemplo…

Nos dois casos, tanto no do Eric quanto no da Giselle, ter aprendido o que vai girar a economia do mundo amanhã não só ampliou a visão de mercado dos dois como abriu uma série de oportunidades para o sucesso profissional.

Se você gosta, tem interesse, já é da área ou não tem nada a ver com tecnologia, fica mais essa dica. Abrir horizontes sempre pode trazer surpresas muito boas e transformadoras. Não tenha dúvida, se o inglês hoje é indispensável em 99% dos empregos, a tecnologia assim será em um futuro mais próximo do que a gente imagina. É melhor se antecipar.

Clique aqui e participe do nosso grupo no WhatsApp.
Compartilhar