PM/DF: escolhida banca para o quadro de oficiais

Após meses de espera e três licitações iniciadas, a Polícia Militar do Distrito Federal (PM/DF) definiu a banca organizadora de seu concurso público para o quadro de oficiais. O processo havia sido iniciado em agosto de 2015, quando foi suspenso, no começo de 2015, quando a Secretaria de Gestão Administrativa e Desburocratização (Segad) decidiu devolver todos os processos de concursos aos respectivos órgãos. Com isto, a escolha da banca foi reiniciada em julho, com novo cancelamento, e posteriormente retomada.

O resultado da licitação foi anunciado nesta quinta-feira, 18 de fevereiro, por meio de publicação oficial, e a escolhida é o Instituto Brasileiro de Educação e Gestão (IBEG). Porém, ainda existe um prazo de cinco dias úteis para que as demais participantes do certame apresentem recursos.

Após a confirmação, caso seja efetivamente oficializado o instituto como vencedor, poderá ser fechado o cronograma, incluindo datas de publicação do edital, inscrições e provas.

O concurso vem sendo aguardado desde 21 de agosto de 2013, quando autorizado pelo então governador Agnelo Queiroz A oferta será de 204 vagas, sendo 51 imediatas e 153 para formar cadastro reserva de pessoal. Os aprovados ingressam no curso de formação de oficiais, com duração de dois anos. Inicialmente, como cadete, recebem remuneração de R$ 4.700.  

Durante seis meses, os participantes ocupam a posição de aspirante a oficial. O candidato deve concluir o curso de aproveitamento, ser declarante a oficial e aprovado no estágio probatório. Após o cumprimento dos requisitos de graduação será promovido a segundo tenente, com remuneração de aproximadamente R$ 9.000.

Exigências
Para concorrer é necessário possuir curso de nível superior, idade de 18 a 30 anos e altura mínima de 1,65m para homens e 1,60m para mulheres.

O edital de licitação determina um limite de R$ 219,08 de taxa para o curso de oficiais militares e R$ 460,72 para o quadro de oficiais militares capelães.

Para o Quadro de Oficiais Policiais Militares (QOPM) serão oferecidas 200 oportunidades, sendo 50 imediatas e 150 para formar cadastro reserva de pessoal. Já no Quadro de Oficiais Policiais Militares Capelães (QOPMC) a oferta será de uma vaga imediata e três para formar cadastro reserva de pessoal.

Compartilhar