IBGE prorroga inscrições com 1409 vagas temporárias; salário de até R$ 7,1 mil

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) prorrogou o prazo de inscrições para 1.409 vagas temporárias para o Censo Agropecuário 2016. Com isso, os candidatos podem se inscrever até o dia 2 de março pelo site do órgão. Os salários vão de R$ 1.560 a R$ 7.166.
A taxa é de R$ 120 para analista censitário, R$ 50 para agente censitário regional e R$ 35 para agente censitário administrativo.
São 223 vagas para analista censitário (AC), 700 para agente censitário administrativo (ACA), 486 para agente censitário regional (ACR). O salário é de R$ 7.166 para analista censitário, R$ 3 mil para agente censitário regional e R$ 1.560 para agente censitário.
As oportunidades de analista censitário são nas áreas de análise de sistemas/ desenvolvimento de aplicações, análise de sistemas/ desenvolvimento de aplicações mobile, análise de sistemas/ suporte à comunicação e à rede, análise de sistemas/ suporte operacional, análise socioeconômica, auditoria, biblioteconomia e documentação, ciências contábeis, design instrucional, engenharia agronômica, engenharia cartográfica, gestão e infraestrutura, jornalismo, logística, métodos quantitativos, produção gráfica/ editorial, programação visual, recursos humanos, relações internacionais, relações públicas e webdesign.
Para os cargos de analista censitário é necessário ter nível superior na área de atuação. Para as funções de agente censitário administrativo e agente censitário regional, os candidatos devem ter nível médio.
As oportunidades estão distribuídas nas capitais dos 26 estados e no Distrito Federal. As provas objetivas estão previstas para o dia 22 de maio e terão duração de 4h, das 13h às 17h.
A previsão de duração do contrato é de até 31 meses para o analista censitário, 22 meses para agente censitário administrativo e 16 meses para o agente censitário regional.
Do total das oportunidades, 5% são reservadas para pessoas com deficiência e 20% para pretos e pardos (PPP). (Os termos preto e pardo são os utilizados oficialmente pelo IBGE).
O contratado será avaliado mensalmente nos primeiros 3 meses e nos últimos 3 meses de contrato temporário. Os meses intermediários poderão ser avaliados a cada 90 dias ou mensalmente.
As renovações e/ou rescisões dos contratos estarão condicionadas ao cronograma da coleta de dados e aos resultados da avaliação de desempenho do contratado.
Compartilhar